quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Roteiro para Elaboração de Planos de Informatização

I. Introdução: Resumo Executivo
II. Descritivo do Plano

a) Caracterização do Órgão / Entidade
Identificação do Órgão / Entidade
Missão do Órgão / Entidade
Diretrizes Estratégicas do Órgão / Entidade
Participação da Área de Informática no Órgão / Entidade:
Aspectos financeiros / orçamentários em percentuais do global (custeio e investimento);
Importância estratégica e impactos na atividade fim e na atividade meio do Órgão / Entidade.

b) Situação Atual da Área de Informática
Arquitetura atual (aplicativos, base de dados, tecnologia, organizacional)
Avaliação da situação atual (principais fatores limitantes; problemas e dificuldades).

c) Proposição
Políticas, Diretrizes e Princípios que nortearão o Plano Diretor de Informática;
Apresentação Global do Projeto;
Aderência aos Planos de Governo;
Interações previstas;
Informações disponibilizadas (ao cidadão e ao Sistema Estratégico de Informações);
Arquitetura proposta: (aplicativos, base de dados, tecnologia, organizacional);
Políticas de Desenvolvimento de Recursos Humanos;
Migração;
Parcerias

d) Recursos e Resultados
Recursos orçamentário e financeiro estimados;
Benefícios;
Impactos da não execução do PDI;

I. Introdução
Elaborar resumo executivo do Plano de Informatização caracterizando a solicitação e a proposição em 2 a 3 folhas no máximo.

II. Descritivo do Plano

a) Caracterização do Órgão/Entidade:

a.1. Identificação do Órgão/Entidade:
O Plano Diretor de Informática inicia-se com o fornecimento de informações básicas sobre o Órgão / Entidade que está propondo o documento e sobre o PDI propriamente dito.

a.2. Missão:
- Informar o motivo da existência, a razão de ser do Órgão / Entidade. Apontar seu(s) principal(is) negócio(s). Informar o público-alvo, ou seja, a clientela, segmento da população, etc., a ser atingido.
- Informar os objetivos, isto é, os resultados que o Órgão / Entidade almeja buscar, tendo em vista a consecução de sua Missão.

a.3. Diretrizes Estratégicas do Órgão / Entidade:
Apresentar, em linhas gerais, as diretrizes estratégicas para o período abrangido pelo presente PDI. Estes elementos são normalmente colhidos no Plano Estratégico de Gestão do Órgão / Entidade. Na ausência desta fonte, ou somando-se a ela, apontar as prioridades relacionadas ao Órgão / Entidade constantes do Plano de Governo.

a.4. Participação da Area de Informática no Orçamento:
Informar qual a participação percentual da Informática no orçamento global do Órgão / Entidade, discriminando as parcelas referentes a custeio e investimento. Na ausência de séries históricas, destacar, ao menos, as cifras relativas ao último exercício fiscal já encerrado. Apresentar, em linhas gerais, a importância estratégica da área de informática para o Órgão / Entidade e os impactos na sua atividade-fim e na atividade-meio.

b. Situação Atual da Área de Informática:

b.1. Arquitetura Atual:
Apresentar, em linhas gerais, a arquitetura atual subdividida em: arquitetura de aplicativos, arquitetura de dados, arquitetura tecnológica e arquitetura organizacional.

- Arquitetura de Aplicativos
Informar os principais sistemas aplicativos existentes no Órgão / Entidade abrangendo suas finalidades, principais funcionalidades atendidas, volumes representativos e inter-relações existentes entre eles. Indicar se são próprios, da Prodesp ou de terceiros.

- Arquitetura de Dados
Descrever, resumidamente, as bases de dados existentes, suas interações e as informações disponíveis aos usuários, a nível operacional e gerencial. Indicar se são próprias ou estão na Prodesp.

- Arquitetura Tecnológica

Equipamentos instalados:
Informar, resumidamente, o parque ativo de equipamentos de informática e comunicação de dados instalados no Órgão/Entidade. Indicar se são próprios, da Prodesp ou locados de terceiros. Relacionar o parque de equipamentos não ativos e o destino que será dado aos mesmos.

Software utilizados:
Relacionar e comentar em linhas gerais, quais os software básico, de apoio e de comunicação de dados instaladas atualmente em utilização no Órgão/Entidade. Indicar se são próprios, da Prodesp ou de terceiros.

Topologia:
Fornecer uma visão gráfica da interconexão física e geográfica dos equipamentos instalados no Órgão / Entidade.

- Arquitetura Organizacional
Informar, através de quadros e organogramas, o recurso humano, classificado por tipo, alocado na área de informática. Destacar se o recurso é próprio ou terceirizado.

b.2. Avaliação da Área:

- Efetuar uma avaliação objetiva e condensada do estágio atual da Área de Informática do Órgão / Entidade, considerando fundamentalmente os seguintes pontos: eficiência na execução das atividades-fim e atividades-meio; satisfação dos usuários; adequação da estrutura organizacional; índice de informatização alcançado; disponibilidade de hardware e software adequados; utilização de métodos e ferramentas modernos para o desenvolvimento de sistemas; capacitação dos recursos humanos e investimentos realizados na área.

- Ressaltar e justificar quais são os principais problemas e dificuldades enfrentados pela informática, revelar as principais causas e fatores limitantes até a presente data.

c. Proposição:

c.1. Políticas, Diretrizes e Princípios que nortearão o Plano Diretor de Informática:
Definir políticas e diretrizes do Plano Diretor de Informática. Apresentar, em linhas gerais, quais os princípios que serão adotados pela função informática para atender aos negócios e atividades-fim do Órgão/Entidade; qual será a prioridade de atendimento de áreas e usuários específicos; qual será a necessidade e a prioridade de atendimento das atividades-meio; qual a prioridade de investimentos; qual a orientação para disponibilizar informações; qual a orientação para compatibilizar informações, para compatibilização de sistemas, compartilhamento do ambiente computacional; orientação para centralização ou descentralização; qual procedimento para controles e para integridade das informações; utilização de recursos próprios e/ou terceiros compondo parcerias; etc.

c.2. Apresentação Global do Projeto:
Descrever quais os principais objetivos do Projeto. Desenvolver modelo que represente, de forma didática e resumida, a solução proposta, apresentando: visão global do modelo organizacional e funcional; visão global do ambiente computacional e de tratamento de informação, integrando as partes. Justificar a escolha da solução proposta em relação às demais alternativas viáveis.

c.3. Aderência aos Planos do Governo
Indicar o grau pretendido de aderência entre as diretrizes do PDI, os negócios do Orgão/Entidade e as políticas e diretrizes de Governo.
c.4. Interações previstas:
Informar, em linhas gerais, quais serão as bases de dados do Órgão/Entidade, ou de outras Entidades, que terão interações com a implementação do PDI. Informar a interação com o Sistema Estratégico de Informações, a curto, médio e longo prazo.

c.5. Informações disponibilizadas (ao Cidadão e ao Sistema Estratégico de Informações:
Relacionar quais serão as principais informações fornecidas ao Sistema Estratégico de Informações do Governo do Estado.
Relacionar as principais das informações que serão colocadas à disposição e uso do Cidadão.

c.6. Arquitetura Proposta:
Fornecer, em linhas gerais, a arquitetura proposta subdividida em: arquitetura de aplicativos, arquitetura de dados, arquitetura tecnológica e arquitetura organizacional.

- Arquitetura de Aplicativos proposta
Apresentar a proposta de sistemas aplicativos, incluindo os que permanecem e os novos sistemas a serem desenvolvidos ou contratados, descrevendo para os novos sistemas e para as adições aos sistemas existentes suas finalidades, se da área fim ou meio, principais funcionalidades a serem atendidas, volumes representativos e inter-relações a serem construídas.

- Arquitetura de Dados Proposta
Apresentar, em linhas gerais, a formulação das bases de dados propostas, suas finalidades e interações, bem como as principais informações disponíveis aos usuários a nível operacional e de gestão. Indicar se serão próprias ou se em parcerias com terceiros.

- Arquitetura Tecnológica Proposta

Topologia Proposta:
Fornecer uma visão gráfica da interconexão física e geográfica dos equipamentos a serem instalados no Órgão / Entidade, contemplados pela proposição, informando as principais plataformas previstas.
Indicar a conectividade com outros sistemas corporativos de Governo, privados e especificamente com a Rede Executiva do Sistema Estratégico de Informações.

Equipamentos Propostos:
Apresentar de forma resumida, a relação dos principais equipamentos de informática e comunicação de dados a serem instalados no Órgão/Entidade.
Informar quais serão as formas de contratação.

Software Proposto:
Informar os principais software básico, de apoio e de comunicação de dados a serem contratados pelo Órgão/Entidade, e sob que forma.

- Arquitetura Organizacional

Informar as principais mudanças na estrutura orgânica necessárias a consecução do PDI e através de quadros/organogramas, o recurso humano, classificado por tipo, a ser alocado nas atividades vinculadas à proposição do PDI.

Descrever, resumidamente, o Modelo de Gestão para estruturação dos serviços relacionados com tecnologia da informação, considerando a relação entre áreas fornecedoras de serviços e áreas usuárias dos mesmos, bem como parcerias externas.

c.7 Políticas de Desenvolvimento de Recursos Humanos
Apresentar, em linhas gerais, programas de atualização / desenvolvimento profissional a serem aplicados em R.H, com a implantação do PDI.
Destacar quais são os recursos próprios ou terceirizados.

c.8. Outros Serviços/Recursos
Informar os principais serviços/recursos complementares necessários à implantação e execução do PDI.
c.9. Migração
Apresentar, em linhas gerais, o modelo e o plano de migração da situação atual para a situação proposta.
c.10. Parcerias
Relacionar as possíveis parcerias com fornecedores, entidades privadas ou públicas, organismos internacionais nas diversas modalidades: equipamentos, software, base de dados, comunicação, etc.
d. Recursos e Resultados

d.1. Recursos Orçamentário e financeiro estimados

Quantificar globalmente os recursos orçamentário e financeiro necessários à consecução das metas traçadas para o período de abrangência do PDI.
Informar os custos para capacitação de Recursos Humanos.
Informar o custeio direto e indireto para implantação e manutenção da proposição.
Informar o montante global convertido em dólar, comercial e real, alocado em investimentos e custeios.
Informar origem dos recursos e cronograma previsto para desembolso.

d.2.Benefícios
Apresentar os reflexos em benefícios tangíveis e intangíveis ao Órgão/Entidade, à Gestão Governamental e ao Cidadão trazidos com a execução dos Projetos do PDI, na atividade-fim e, na atividade-meio, a curto, médio e longo prazo.
Estimar quais serão os ganhos de qualidade e produtividade pretendidos com a implantação do PDI.

d.3. Impactos da não execução do PDI
Discorrer sobre quais seriam as consequências (a curto, médio e longo prazo) ao Órgão / Entidade, ao Governo do Estado e ao Cidadão, caso o PDI não fosse executado.



Nenhum comentário:

Postar um comentário